Aromas Aromatização de Ambientes Identidade Olfativa

Aromas no Carnaval: União da Ilha perfuma a Sapucaí

aromas no carnaval (Foto: Alexandre Durão/G1)

Na mais tradicional das festas brasileiras, a aromatização também esteve presente. Em plena Sapucaí, no desfile do grupo especial do carnaval carioca, a escola de samba União da Ilha fez com que todos os presentes no sambódromo pudessem sentir o seu desfile muito além do visual e do sonoro. Eles fizeram o público sentir realmente a apresentação por meio dos aromas.

A escola foi a terceira a desfilar no segundo dia de desfile, com o enredo “Brasil bom de boca”. A Ilha entrou na avenida pouco depois da 0h de terça-feira (13). O desfile teve duração de 73 minutos e ocorreu sem problemas técnicos.

Aromas na avenida

A escola espalhou aromas de comida pela avenida: o carro abre-alas tinha cheiro de café; o carro sobre cacau exalava chocolate; tinha também cheirinho de abacaxi, melão, limão

A ala das baianas virou “ala das bananas”, em homenagem à pacova – nome que os índios davam à banana da terra na época da chegada dos portugueses.

O último carro, com o tema “comida de boteco”, teve a presença de diversos chefs famosos. Estavam presentes Claude Troisgros, Roberto Ravioli, Flávia Quaresma e Érick Jacquin.

O desfile começou com as comidas servidos aos portugueses – como a geleia de rosas representada pelo primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira. Depois a Ilha e foi passando pelas contribuições indígena (abacaxi, caju, pimentas, tucunaré) e africana (feijoada, melão, acarajé, etc) na formação da culinária brasileira.

Coxinha, guaraná, brigadeiro e o pão de queijo mineiro representaram os quitutes mais populares atualmente. Tudo isso foi representado nas alas no final do desfile.

A Ilha levou 3,2 mil integrantes em 29 alas e 5 alegorias. A escola fundada em 1953 ainda busca seu primeiro campeonato no Grupo Especial do Rio. No campeonato deste ano, ela ficou em 10º lugar.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply