Aromas Dicas Identidade Olfativa Negócios

Marketing Olfativo: de onde vem o cheiro de carro novo?

Marketing Olfativo Carros

Comprar um carro seminovo pode até ser um bom negócio, mas a sensação de entrar em um 0 km recém-comprado é inexplicável. A não ser para a neurociência. Segundo Vanessa Clarizia, especialista em neurociência aplicada ao mercado, “a estratégia dos últimos dez anos foi apostar no marketing sensorial”. Ou seja, estimular o consumidor por meio de experiências envolvendo os sentidos: visão, tato, audição, paladar e olfato. Quando se trata de carro, as montadoras podem facilmente apelar para os dois primeiros, já que design e conforto são decisivos na hora da compra. No entanto, as marcas também investem pesado no Marketing Olfativo. Por isso mesmo, não fique chocado ao saber que o famoso cheirinho de carro novo é fabricado sob medida, como um perfume.

Mas não foi sempre assim. Os carros antigos realmente tinham aquele cheiro característico ao deixar as linhas de montagem, proveniente de couro, plástico e borrachas. Com o tempo, descobriu-se que inalar esses aromas era tóxico, e os carros deixaram de ter esse “perfume de novo”. Isso até as empresas decidirem usar o cheiro para diferenciar seus produtos no mercado. Cada marca começou a produzir fragrâncias que imitavam o cheiro de novo e borrifá-las nos bancos. Assim, o consumidor ficava satisfeito com o famoso cheirinho sem ter sua saúde prejudicada. Mas, afinal, por que gostamos desse cheiro? “Em uma analogia, você sente o cheiro de carro novo, lembra inconscientemente da ideia”, explica Vanessa Clarizia. Isso acontece porque o sistema olfativo é o mais primitivo que existe no corpo humano. Dessa forma, a maior parte das nossas memórias é formada pelo cheiro e não pelo visual, como pensamos.

“O sistema olfatório é o único que possui uma conexão direta com o sistema límbico , a área das emoções e memória”, explica.

O Marketing Olfativo já é tradição dentro do mercado automobilístico

A Rools-Royce criou uma fragrância baseada no cheira do Silver Cloud, modelo lançado em 1965, que é borrifada nos carros da marca até hoje.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os modelos da Cadillac também tem uma fragrância específica, criada em laboratório e injetada nos bancos de couro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Ford também tem um aroma próprio que é utilizado desde 2000.

Fonte: Revista Auto Esporte

 

 

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply