Aromas Aromatização de Ambientes Negócios

O poder do Marketing Olfativo em números

Marketing Olfativo em números

Focando na faixa sensorial do olfato e no Marketing Olfativo, uma indagação que recorrente se volta diretamente à mensuração de resultados obtidos através dessa estratégia. Logicamente é mais fácil mensurar o número de pessoas que viram um comercial ou um post de uma marca em uma rede social. Mas em relação ao marketing olfativo? Isto seria possível? A seguir veremos alguns estudos e casos de sucesso provando que é possível haver uma mensuração em Marketing Olfativo.

Marketing Olfativo: Além do que os olhos podem ver

Uma pesquisa conduzida pela Universidade Rockfeller, indicou que 35% da memorização vêm do olfato e 5% da visão. Hoje em dia, o marketing procura ferramentas que causem um impacto emocional, produzindo uma identificação com o consumidor.

Pesquisas na Alemanha chegaram à conclusão de que o uso de fragrâncias personalizadas em pontos de venda produz inúmeros benefícios. O levantamento aponta números expressivos: 16% de prolongamento no tempo de permanência das pessoas no local; aumento de 15% na probabilidade de compra; e crescimento de vendas de no mínimo 6%. Os resultados são atribuídos à capacidade do aroma permitir o poder de negociação. Já que induz a mudanças de humor e de comportamento, tanto da clientela como da equipe interna de trabalho.

Outros estudos ainda apontam que o uso de uma fragrância pode trazer um retorno de 20% a mais nas vendas dos produtos. No mercado brasileiro, este valor passa a ser maior, até 40%, isto devido ao perfil apresentado pelo consumidor brasileiro. Que também podem ser justificadas por ações como estas ser ainda, de certa forma, inéditas por aqui. De modo que uma empresa que apresenta um aroma próprio vende mais que outra que não possui nenhuma fragrância específica de sua marca.

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply